.

MG tem recorde de mortes por Covid registradas em 24 horas, com mais de 500 óbitos em um dia

07 Abr2021

Por Jbelmont às 12h24

Ao todo, estado já teve 1.182.847 casos confirmados da doença desde o início da pandemia. Foram 13.358 novos registros de infectados por Covid-19 só nas últimas 24 horas.


Por Cristina Moreno de Castro, G1 Minas — Belo Horizonte

Apenas cinco dias desde o último recorde, Minas Gerais chegou mais uma vez, nesta quarta-feira (7), ao número mais alto de vítimas da Covid-19 registradas em apenas 24 horas. Desde a véspera, foram notificadas no estado 508 mortes em decorrência da doença.

Em todo o Brasil, foram 337,6 mil mortes pela doença registradas até 20h desta terça-feira. Só nas 24 horas anteriores, houve registro de 4.211 óbitos. Foi a primeira vez que o número de um dia ultrapassou 4 mil no país.

Minas foi o terceiro estado do país a ter 500 ou mais mortes por dia desde o início da pandemia. Os outros são São Paulo (que já teve 17 dias com 500 mortes ou mais desde o início da pandemia) e Rio Grande do Sul, que registrou 501 mortes em 16 de março. Os dados são das secretarias estaduais de Saúde levantados pelo consórcio de veículos de imprensa.

 

CONTINUAR LENDO CLIQUE AQUI 

Deixe seu comentário

Deputada Isolda inicia campanha solidária para atender famílias carentes

07 Abr2021

Por Jbelmont às 09h30

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) lançou a campanha ‘Por um RN Solidário’, para arrecadar alimentos e doar às famílias em vulnerabilidade social que têm aumentado com a pandemia. Em parceria com lideranças regionais, movimentos sociais e sindicatos a deputada pretende contribuir com mais de 500 famílias potiguares.

Em Mossoró a campanha iniciou na Terra Prometida com a entrega de mais de 40 cestas às famílias carentes.

A campanha está sendo operacionalizada pela própria equipe da deputada em parceria com as entidades: Marcha Mundial das Mulheres, Coletivo Kizomba e Enegrecer que farão a distribuição às famílias carentes.

Além de seguir na defesa do auxílio emergencial, a deputada lembra que neste momento também é importante praticar empatia e a solidariedade: “O que estamos passando é muito triste. Muitas famílias em situação de vulnerabilidade, muitas pessoas que perderam os empregos e não têm como manter o sustento. A nossa solidariedade é fundamental neste momento, juntas e juntos iremos vencer essa batalha contra a Covid-19. Precisamos estar todos vivos para lutar por um Brasil mais justo, um RN cada vez melhor para todos potiguares”, diz, convidando a quem puder que participe desta campanha de solidariedade.

Neste período da campanha, o gabinete estendido da deputada Isolda em Mossoró será transformado, exclusivamente, em posto de recebimento de produtos da campanha, estando fechado para outras atividades. O escritório está localizado na Rua Aristides Batista da Mota, 10, Doze Anos e funcionará de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Outras ações solidárias já estavam sendo desenvolvidas pela deputada, especialmente, em Mossoró, junto às famílias da Terra Prometida com distribuição de quentinhas e assessoria jurídica na batalha pela moradia.

Tags: Isolda Dantas

Deixe seu comentário

Sindicatos do turismo pedem auxílios do Governo do RN a trabalhadores e empresas

07 Abr2021

Por Jbelmont às 08h51

Diante do quadro de dificuldades para os trabalhadores dos setores de hospedagem, alimentação e eventos, os presidentes dos Sindicatos de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Rio Grande do Norte (SHRBS-RN), Habib Chalita; Empregados no Comércio de Restaurantes e Bares de Natal (Sindebarnat-RN), Flávio Teotônio; e dos trabalhadores em Bares e atividades similares do Rio Grande do Norte (SINTBARN), José Lemos, pediram que a governadora Fátima Bezerra disponibilize auxílios para as famílias que tiram seu sustento trabalhando nesses segmentos e há um ano estão desempregadas em situação crítica para garantir o sustento.

Para eles, milhares de famílias foram afetadas com a pandemia e “isso só piorou com os decretos que restringiram muito o trabalho fazendo com que muitas demissões acontecessem sem falar nos comércios que fecharam”.

Em ofício enviado à governadora, o Sindebarnat pede “a suspensão imediata da cobrança das tarifas de água e energia elétrica, auxílio aluguel de R$ 600, que poderá ser usado para pagamento de prestações da casa própria financiada pelo programa Minha Casa Minha Vida, fornecimento de cestas básicas que satisfaça a necessidade de uma família de até cinco pessoas ou inclusão dos trabalhadores no programa Renda família com cartão alimentação”.

No documento, é prevista a duração dos benefícios “por um período de seis meses”. Habib lembra que a cada dia que passa a situação tem se agravado mais e ressalta a necessidade de uma “atitude concreta por parte do Governo”. “Temos participado de muitas reuniões, sabemos que existem dificuldades, mas é preciso olhar por aqueles que contribuem para a economia do estado”, afirmou.



GRANDE PONTO

Deixe seu comentário

São Camilo passará a se chamar Hospital Milton Marques

06 Abr2021

Por Jbelmont às 23h02

Câmara homenageia médico psiquiátrico


Foto: arquivo

A Câmara Municipal de Mossoró aprovou, por unanimidade, nesta terça-feira (06), o projeto de lei do Professor Francisco Carlos (Progressistas) que altera a denominação do Hospital Municipal São Camilo de Lellis para Hospital Psiquiátrico Municipal Milton Marques de Medeiros.

O projeto segue para sanção do prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade).

A iniciativa do Professor é um reconhecimento aos serviços prestados por Milton Marques como médico, professor e empresário da cidade.

Francisco Carlos classificou o projeto como “uma justa e necessária homenagem ao fundador, que dedicou sua vida à saúde mental em Mossoró e região. Um empreendedor e acadêmico, com inestimáveis serviços prestados à sociedade local, sendo merecedor desse reconhecimento. Nosso mandato agradece aos vereadores que, a unanimidade, aprovaram essa justa homenagem que perpetuará o nome do Dr. Milton Marques de Medeiros".

VIA SV

Deixe seu comentário

Brasil registra mais 122 mil curados nas últimas 24h e soma mais de 11,5 milhões de recuperados da Covid-19 06/04/2021 20h50

06 Abr2021

Por Jbelmont às 22h04

Foto: Douglas Intrabartolo/Divulgação

O Brasil registrou nesta terça-feira (6) mais 122.595 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 11.558.784 pessoas curadas da doença.

O número de pessoas curadas representa 88,2% do total de casos acumulados.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil é mais de nove vezes superior ao número de casos ativos (1.204.849), que são os pacientes em acompanhamento médico.

No mundo, estima-se que 107,2 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram, de acordo com o site Wolrdometers.

Deixe seu comentário

Um terço dos sobreviventes da Covid-19 sofre com distúrbios neurológicos ou mentais, aponta estudo

06 Abr2021

Por Jbelmont às 22h02

Foto: Felipe Rau/Divulgação

Um em cada três sobreviventes da Covid-19 em um estudo envolvendo mais de 230 mil pacientes, a maioria deles norte-americanos, foi diagnosticado com distúrbio cerebral ou psiquiátrico dentro de seis meses, sugerindo que a pandemia pode levar a uma onda de problemas mentais e neurológicos, afirmaram cientistas nesta terça-feira.

Os pesquisadores que conduziram a análise disseram que não está claro como o vírus está ligado a condições psiquiátricas como a ansiedade e a depressão, mas que esses são os diagnósticos mais comuns entre os 14 distúrbios que foram considerados.

Casos de derrame, demência e outros distúrbios neurológicos após a Covid-19 são mais raros, segundo os pesquisadores, mas ainda assim são significativos, especialmente em pacientes que tiveram quadros graves da doença.

“Nossos resultados indicam que doenças cerebrais e distúrbios psiquiátricos são mais comuns após a Covid-19 do que após a gripe ou outras infecções respiratórias”, disse Max Taquet, psiquiatra da Universidade britânica de Oxford, um dos coautores do trabalho.

O estudo não pôde determinar os mecanismos biológicos ou psicológicos envolvidos, afirmou Taquet, mas pesquisas urgentes são necessárias para identificá-los “com uma visão para prevenir e tratá-los”.

Especialistas de saúde estão cada vez mais preocupados com evidências de riscos mais altos de distúrbios neurológicos e mentais entre sobreviventes da Covid-19. Um estudo anterior feito pelos mesmos pesquisadores concluiu no ano passado que 20% dos sobreviventes da Covid-19 foram diagnosticados com algum problema psiquiátrico dentro de um período de três meses.

O novo estudo, publicado na revista Lancet Psychiatry, analisou registros de saúde de 236.379 pacientes da Covid-19, a maioria deles nos Estados Unidos, e concluiu que 34% deles foram diagnosticados com doenças psiquiátricas ou neurológicas em seis meses.

Os distúrbios são significativamente mais comuns em pacientes da Covid-19 do que em grupos de comparação com pessoas que se recuperaram da gripe ou de outras infecções respiratórias no mesmo período de tempo, disseram os cientistas, sugerindo que a Covid-19 tenha um impacto específico.

A ansiedade, com 17%, e distúrbios de humor, com 14%, são os mais comuns, e não parecem estar relacionados ao quão leve ou grave foi a infecção de Covid-19 do paciente.

Entre os que foram internados em unidades de tratamento intensivo com quadro grave de Covid-19, no entanto, 7% apresentaram derrame dentro de seis meses, e cerca de 2% foram diagnosticados com demência.

“Embora os riscos individuais para a maioria dos distúrbios tenha sido pequeno, o efeito por toda população pode ser substancial”, disse Paul Harrison, professor de psiquiatria de Oxford que coliderou o estudo.

UOL

Deixe seu comentário

Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registrados em um dia pela 1ª vez e soma 337,6 mil na pandemia

06 Abr2021

Por Jbelmont às 20h05

País contabilizou 13.106.058 casos e 337.364 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa. Foram 4.211 mortes pela doença registradas nas últimas 24 horas, um novo recorde.

O Brasil registrou 4.211 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, batendo pela primeira vez a marca de 4 mil óbitos anotados em um só dia e totalizando nesta terça-feira (6) 337.364 vítimas. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias ficou em 2.775. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +22%, indicando tendência de alta nos óbitos pela doença.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta terça. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

O grande registro de óbitos do dia pode ter relação com o represamento de dados do final de semana estendido após os feriados da Páscoa. Aos sábados, domingos e feriados, quando há equipes menores trabalhando, é comum que os números venham menores do que durante a semana e isso resulte em represamento dos registros.

Já são 76 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; o país completa agora 21 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia; e é o décimo primeiro dia com a média acima da marca de 2,5 mil.

Veja a sequência da última semana na média móvel:

Quarta (31): 2.971 (recorde)
Quinta (1º): 3.119 (recorde)
Sexta (2): 3.006
Sábado (3): 2.800
Domingo (4): 2.747
Segunda (5): 2.698
Terça (6): 2.775
Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 13.106.058 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 82.869 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 63.143. Isso representa uma variação de -16% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de queda nos diagnósticos.

Treze estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: ES, MG, RJ, SP, DF, MS, MT, AP, PA, CE, MA, PB, PE e PI.

Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados
Mortes e casos por cidade
Veja como está a vacinação no seu estado
Brasil, 6 de abril
Total de mortes: 337.364
Registro de mortes em 24 horas: 4.211
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.775 (variação em 14 dias: +22%)
Total de casos confirmados: 13.106.058
Registro de casos confirmados em 24 horas: 82.869
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 63.143 por dia (variação em 14 dias: -16%)
Estados
Subindo (13 estados e o Distrito Federal): ES, MG, RJ, SP, DF, MS, MT, AP, PA, CE, MA, PB, PE e PI
Em estabilidade (8 estados): PR, SC, GO, RO, TO, AL, RN e SE
Em queda (5 estados): RS, AC, AM, RR e BA
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

 

G1

Deixe seu comentário

Saúde Brasil bate recorde e registra 4.195 mortes por Covid-19 em 24 horas; Novos casos são 86 mil

06 Abr2021

Por Jbelmont às 19h30

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta terça-feira (6):

– O país registrou 4.195 óbitos nas últimas 24h, totalizando 336.947 mortes;

– Foram 86.979 novos casos de coronavírus registrados, no total 13.100.580 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 11.558.784, com o registro de mais 122.595 pacientes curados. Outros 1.204.849 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

RN contabiliza 69 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 14 dentro do dia; novos casos são 1.031

06 Abr2021

Por Jbelmont às 14h11

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta terça-feira (06). Foram mais 1.031 casos confirmados, totalizando 200.779 Até segunda-feira (05) eram 199.748 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 4.710 no total, sendo 14 mortes registradas nas últimas 24h: Natal (05); Mossoró(04); Assu(01); João Câmara(01); Campo Redondo(01); Apodi(01); Jardim do Seridó(01).

A Sesap ainda registrou outros 55 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais. Óbitos em investigação são 915. Na segunda-feira(05) o número total de mortes era 4.641 mortes.

Casos suspeitos somam 50.316 e descartados 418.180. Recuperados são 142.776.

 


Deixe seu comentário

Estado de SP bate novo recorde e registra 1.389 mortes por Covid em um dia

06 Abr2021

Por Jbelmont às 13h10

Com isso, chega a 78.554 o número de vidas perdidas para a doença no estado. Desde o início de março, ao menos 555 pessoas com Covid ou suspeita da doença não resistiram à espera por um leito de UTI.

O estado de São Paulo bateu um novo recorde de mortes por Covid-19 nesta terça-feira (6) ao registrar 1.389 óbitos em 24h. Com isso, chega a 78.554 o número de vidas perdidas para a doença no estado.

O maior registro havia sido na última terça, com 1.209 mortes. A terça-feira é um dia em que os números costumam ser mais altos, por conta da defasagem nas notificações do final de semana.

 



Mais de 500 mortos à espera de vagas em leitos
Ao menos 555 pessoas com Covid-19 ou suspeita da doença não resistiram à espera por um leito de UTI e morreram desde o início de março no estado de São Paulo. O levantamento é do G1 e da TV Globo.

Nesta segunda (5), foi confirmada a sexta morte de um paciente por falta de vaga em Unidades de Terapia Intensiva.

Foto mostra UTI em hospital de campanha para pacientes com Covid-19 em Santo André, no ABC paulista, no dia 26 de março. — Foto: Miguel Schincariol/AFP

Sumaré, na região de Campinas, ainda é a cidade do estado que registrou mais mortes na fila: ao menos 81. Seguida por Franco da Rocha, na Grande São Paulo, com 48, e Bauru, com 47.

Entre as vítimas, também há um menino de três anos e uma jovem de 25, sem doenças prévias, no interior do estado.

Os pacientes estavam cadastrados no sistema de regulação de transferências do estado, mas não resistiram até chegar a vaga, de acordo com a Secretaria da Saúde.

G1

Deixe seu comentário

Polícia Civil deflagra 15ª fase da Operação “Parabellum” contra organizações criminosas em Macaíba e prende suspeito de mais de 10 homicídios somente neste ano

06 Abr2021

Por Jbelmont às 13h00

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba, em ação conjunta com policiais da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR) e da Força Tarefa do Ministério da Justiça (FT NUDEM Mossoró/RN – SEOPI), deflagraram, nesta segunda-feira (05), a 15ª fase da Operação “Parabellum”, com o objetivo de desarticular a atuação de organizações criminosas na cidade de Macaíba.

A ação foi deflagrada na região conhecida como “Baixa”, localizada no centro da cidade de Macaíba. Durante as investigações, as equipes de policiais conseguiram identificar onde estava escondido Mailson Cleberson Costa do Nascimento, conhecido como “Pipi”, 19 anos. Ele é apontado como integrante de uma facção criminosa e autor de mais de 10 homicídios ocorridos somente em 2021.

De acordo com investigações, Mailson Cleberson estaria utilizando informações privilegiadas, por ter integrado a facção criminosa rival, para cometer os crimes. O suspeito desempenharia, atualmente, função de comando na atuação da facção no local e seria o autor do homicídio ocorrido no último sábado (04), o qual vitimou uma mulher que, segundo ele, estaria passando informações para a facção rival.

Para intimidar os rivais, Mailson Cleberson gravava e divulgava, nas redes sociais, para ampla circulação, vídeos, fotos e áudios ostentando armas e confessando crimes de homicídios. As mídias chegaram ao conhecimento da Polícia Civil e foram confirmadas após apreensões de aparelhos celulares, em outras ações realizadas pela equipe.

Durante a operação, alguns suspeitos conseguiram fugir, porém o alvo da ação, Mailson Cleberson, foi cercado e abordado. Na ocasião, ele não atendeu aos comandos e tentou reagir com uma arma de fogo, mas foi contido pelos policiais, sendo socorrido à unidade hospitalar. Com o suspeito, foram apreendidos um revólver calibre.38 e diversas munições de diferentes calibres.

Ainda durante a operação, foi detido Thasyle de Assis Miranda, 26 anos, que já havia sido preso em 2019, pela Polícia Civil, no mesmo local, em razão de envolvimento na morte de uma criança e o padrasto dela, no bairro Cajupiranga, em Parnamirim. O suspeito também é apontado como integrante da facção. Ele foi encontrado pelos policiais com munições de uso restrito e de uso permitido.

Os dois suspeitos foram conduzidos à delegacia, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito e permitido, além de receptação e por integrarem organização criminosa armada. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181 ou pelo número da Delegacia Municipal de Macaíba: 98114-4042.

Operação “Parabellum”

O nome da operação remete ao provérbio latino “se vis pacem, parabellum”, que significa “se quer paz, prepare-se para a guerra”, tendo em vista as diversas ações policiais de combate às facções criminosas que têm atuado na cidade.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid-19 de 95,7%

06 Abr2021

Por Jbelmont às 12h57

oto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 95,7%, registrada no fim da manhã desta terça-feira (06). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 655.

Até o momento desta publicação são 16 leitos críticos (UTI) disponíveis e 354 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 118 disponíveis e 301 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 95% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 97,2% e a Região Seridó tem 95%.

Deixe seu comentário

RN tem 45 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

06 Abr2021

Por Jbelmont às 12h55

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registra no fim da manhã desta terça-feira(06) 45 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 12h10, o estado tinha 16 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

 

Deixe seu comentário

Dos 167 municípios do RN, 11 não registram mortes por Covid-19 desde o início da pandemia

06 Abr2021

Por Jbelmont às 08h52

Galinhos é um dos municípios que não registra mortes por Covid-19 — Foto: Prefeitura de Galinhos/Reprodução

 

Dos 167 municípios do RN, 11 não registram mortes por Covid-19 desde o início da pandemia

Após mais de um ano de pandemia, cerca de 6,5% dos municípios potiguares não tiveram nenhum óbito confirmado. Outras 14 cidades tiveram uma morte.

Galinhos é um dos municípios que não registra mortes por Covid-19 — Foto: Prefeitura de Galinhos/Reprodução

O Rio Grande do Norte ultrapassou as 4,6 mil mortes por Covid-19 desde o início da pandemia, que completou um ano em março. Na contramão disso, no entanto, 11 dos 167 municípios do estado não contribuíram com esse dado ao não registrar nenhuma morte pela doença durante todo esse período.

Mortes e casos de Covid nas cidades do Rio Grande do Norte
Os números estão na edição mais recente do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que saiu na segunda-feira (5). Os municípios, que representam 6,5% do total de cidades do RN, são:

Bodó
Frutuoso Gomes
Galinhos
Jardim de Angicos
Lucrécia
Pedra Preta
Riacho de Santana
Santana do Seridó
São José do Seridó
Timbaúba dos Batistas
Vila Flor
Duas dessas cidades, no entanto, atualmente têm óbitos em investigação, que podem ou não confirmar a causa da morte por Covid-19.

Lucrécia tem uma morte sendo investigada e Timbaúba dos Batistas tem três. Assim, os dois municípios podem sair dessa lista, caso haja confirmação de vítimas da doença.

Em comum, todos os 11 municípios têm uma população menor que 5 mil habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020. Com a população de 4.665 habitantes, a maior entre as 11 cidades, São José do Seridó é também a que mais registrou casos desde o início da pandemia: 376.

Outros dois municípios dessa lista tiveram tamanho aumento na transmissão da doença, que registraram mais casos de Covid-19 em apenas três meses de 2021 do que em todo o ano de 2020. Pedra Preta tinha 16 casos confirmados em dezembro do ano passado. Agora, são 94. Já Lucrécia tinha 120 e subiu para 302.

Outros 14 municípios, por sua vez, registraram uma morte cada por Covid-19 desde o início da pandemia: Equador, Francisco Dantas, Japi, João Dias, Marcelino Vieira, Monte das Gameleiras, Ouro Branco, Passa e Fica, Pedra Grande, Rafael Godeiro, Ruy Barbosa, São Bento do Norte, Serra de São Bento, Tenente Laurentino Cruz.

Natal é cidade com mais mortes
A capital Natal, que tem população estimada em 890 mil habitantes, é a cidade com o maior número de mortes desde o início da pandemia: 1.858. Ela é a única do estado com mais de 500 vítimas pela doença e é a 20ª do país com mais mortes, em números absolutos.


Hospital de Campanha de Natal — Foto: Sérgio Henrique Santos/Inter TV Cabugi

Além de Natal, outras seis cidades registraram 100 ou mais mortes por Covid-19 desde o início da pandemia:

Mossoró: 364
Parnamirim: 351
São Gonçalo do Amarante: 150
Macaíba: 117
Assú: 108

Situação no estado
O Rio Grande do Norte teve em março o mês com mais mortes confirmadas por Covid-19 desde o início da pandemia: foram 922. O recorde anterior havia sido registrado em julho, com 767. O mês também foi o que mais pessoas morreram à espera de um leito crítico. Pelo menos 172 pessoas não conseguiram ser transferidas para uma UTI devido a alta taxa de ocupação em todo o estado.

Desde o dia 1º de março, que a taxa de ocupação de leitos críticos em todo o Rio Grande do Norte está acima de 90%, segundo dados do Regula RN.

Deixe seu comentário

Auxílio emergencial 2021 começa a ser pago hoje; veja calendário e regras

06 Abr2021

Por Jbelmont às 08h42

Nova rodada do auxílio emergencial vai ser paga em quatro parcelas de abril a agosto deste ano com valores de R$ 150, R$ 250 e R$ 375; veja quem tem direito a receber e quem pode recorrer se tiver o auxílio negado

O auxílio emergencial 2021 começa a ser pago nesta terça-feira (6) para 2,36 milhões de beneficiários nascidos em janeiro. A primeira parcela vai ser paga de hoje até 30 de abril e os saques em dinheiro e transferências vão poder ser feitos de 4 de maio a 4 de junho. (veja calendário abaixo).

Ainda nesta semana, na sexta-feira (dia 9), recebem os nascidos em fevereiro. A nova rodada do benefício deve contemplar cerca de 40 milhões de pessoas, terá quatro parcelas - que vão ser pagas de abril até agosto - e será limitado a uma pessoa por família. Os valores vão ser de R$ 150 (para pessoas que moram só), R$ 250 (para famílias de duas ou mais pessoas) e R$ 375 (para mães chefes de família monoparental).

Leia também:
Lista de aprovados do auxílio emergencial 2021 está disponível: veja como consultar
Calendário do auxílio emergencial 2021; veja todas as datas de pagamento
Veja como e onde recorrer do auxílio emergencial 2021 negado
Novas regras do auxílio emergencial não permitem cadastros de novos beneficiários
Assim como em 2020, o calendário de pagamento do auxílio emergencial pago pela Caixa vai ser escalonado pelo mês de nascimento do beneficiário e será dividido em duas etapas: depósito em Conta Poupança Social Digital - movimentada pelo aplicativo Caixa Tem - e datas para saques e transferências para contas de outros bancos.

Os primeiros a receber vão ser os cadastrados no programa via Cadastro Único, aplicativo e site do auxílio emergencial. As novas regras não permitem o cadastro de novos usuários e valem para os trabalhadores que receberam o auxílio emergencial em dezembro de 2020.

Calendário da primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021

Nascidos em Dia do crédito em conta Dia para saques em dinheiro e transferências
janeiro 6 de abril 4 de maio
fevereiro 9 de abril 6 de maio
março 11 de abril 10 de maio
abril 13 de abril 12 de maio
maio 15 de abril 14 de maio
junho 18 de abril 18 de maio
julho 20 de abril 20 de maio
agosto 22 de abril 21 de maio
setembro 25 de abril 25 de maio
outubro 27 de abril 27 de maio
novembro 29 de abril 1º de junho
dezembro 30 de abril 4 de junho

g1

Deixe seu comentário

Morre em Mossoró o empresário e ex presidente do LIONS CLUB ABOLIÇÃO Pedro Frederico

06 Abr2021

Por Jbelmont às 08h21

NOTA DE PESAR
Comunicamos com muita tristeza o falecimento do nosso querido amigo, empresário e ex presidente do Lions Club Abolição de Mossoró, PEDRO FREDERICO SOBRINHO. Pedro estava internado no Hospital Wilson Rosado. Ele era proprietário da Agrofértil, que fica na Rua Coronel Gurgel. Nossos sentimentos aos familiares e amigos pedindo a Deus que o receba no Reino do Céu.

Os votos de pesar de J Belmont, Jarda, Helena e Eloah

Deixe seu comentário

Brasil registra mais de 11,4 milhões de recuperados do coronavírus

05 Abr2021

Por Jbelmont às 21h48

Foto: Prefeitura de Barreiras/BA

O Brasil registrou nesta segunda-feira (5) mais 78.668 pacientes recuperados do coronavírus, totalizando 11.436.189 pessoas curadas da doença.

O número de pessoas curadas representa 87,8% do total de casos acumulados.

A quantidade de pessoas curadas no Brasil é mais de nove vezes superior ao número de casos ativos (1.244.660), que são os pacientes em acompanhamento médico.

No mundo, estima-se que 106,6 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram, de acordo com o site Wolrdometers.

Deixe seu comentário

Brasil supera 13 milhões de casos de Covid; média de mortes está em 2.698 por dia

05 Abr2021

Por Jbelmont às 20h48

País contabilizou 13.023.189 casos e 333.153 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa.

O Brasil superou a marca de 13 milhões de casos de Covid e registrou 1.623 mortes pela doença nas últimas 24 horas, totalizando nesta segunda-feira (5) 333.153 vítimas. Com isso, a média móvel de mortes no país nos últimos 7 dias ficou em 2.698. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +15%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta segunda. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

A estabilidade nos óbitos vem após 35 dias com essa tendência em alta. Não é seguro, no entanto, assumir que o país está vendo uma desaceleração na alta de mortes, já que os registros costumam ser menores durante e logo após um feriado como o do último final de semana estendido. Isso ocorre devido a equipes reduzidas de plantão trabalhando na inclusão dos registros. É importante verificar se os próximos dias apresentarão dados represados.

Já são 75 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; o país completa agora 20 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia; e é o décimo dia com a média acima da marca de 2,5 mil.

Veja a sequência da última semana na média móvel:

Evolução da média móvel de óbitos na última semana no Brasil — Foto: Editoria de Arte/G1
Evolução da média móvel de óbitos na última semana no Brasil — Foto: Editoria de Arte/G1

Terça (30): 2.728 (recorde)
Quarta (31): 2.971 (recorde)
Quinta (1º): 3.119 (recorde)
Sexta (2): 3.006
Sábado (3): 2.800
Domingo (4): 2.747
Segunda (5): 2.698
Em casos confirmados, desde o começo da pandemia 13.023.189 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 39.629 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 63.691. Isso representa uma variação de -15% em relação aos casos registrados em duas semanas, o que indica tendência de estabilidade nos diagnósticos.

Onze estados e o Distrito Federal estão com alta nas mortes: ES, MG, RJ, SP, DF, MS, MT, CE, MA, PB, PE e PI.

Mortes e casos de coronavírus no Brasil e nos estados
Mortes e casos por cidade
Veja como está a vacinação no seu estado
Brasil, 5 de abril
Total de mortes: 333.153
Registro de mortes em 24 horas: 1.623
Média de novas mortes nos últimos 7 dias: 2.698 (variação em 14 dias: +15%)
Total de casos confirmados: 13.023.189
Registro de casos confirmados em 24 horas: 39.629
Média de novos casos nos últimos 7 dias: 63.691 por dia (variação em 14 dias: -15%)
Estados
Subindo (11 estados e o Distrito Federal): ES, MG, RJ, SP, DF, MS, MT, CE, MA, PB, PE e PI
Em estabilidade (9 estados): AC, AP, PA, RO, RR, TO, AL, RN e SE
Em queda (6 estados): PR, RS, SC, GO, AM e BA
Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás (entenda os critérios usados pelo G1 para analisar as tendências da pandemia).

Vale ressaltar que há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Deixe seu comentário

COVID: Brasil registra 1.319 óbitos e 28 mil casos nas últimas 24h

05 Abr2021

Por Jbelmont às 19h10

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (5):

– O país registrou 1.319 óbitos nas últimas 24h, totalizando 332.752 mortes;

– Foram 28.645 novos casos de coronavírus registrados, no total 13.013.601 pessoas já foram infectadas.

– O número total de recuperados do coronavírus é 11.436.189, com o registro de mais 78.668 pacientes curados. Outros 1.244.660 pacientes estão em acompanhamento.

Deixe seu comentário

Repórter da TCM-Telecom testa positivo para Covid-19

05 Abr2021

Por Jbelmont às 15h24

 

O repórter Francileno Góis, integrante da equipe de jornalismo da TV Cabo Mossoró Telecon está internado no Hospital Regional Dr Aguinaldo Pereira da Silva de Caraúbas. Ele testou positivo para Covid-19.

Do Blog: Estamos orando e torcendo pela sua cura e pela sua saúde. Deus no Comando

Extrato do blog Carlos Santos

Deixe seu comentário

Gilmar mantém missas e cultos proibidos em SP e contraria Nunes

05 Abr2021

Por Jbelmont às 15h09

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes rejeitou nesta segunda-feira (5) a concessão de uma liminar (decisão provisória) para suspender o decreto do governo de São Paulo que proíbe celebrações religiosas no estado diante do aumento expressivo dos casos e mortes pela Covid-19. O ministro enviou o caso ao plenário da Corte.

A decisão contraria o entendimento do ministro do STF Nunes Marques, que determinou neste sábado (3), em caráter liminar, que governadores e prefeitos não podem proibir a celebração de atos religiosos desde que preservados protocolos sanitários, entre eles, lotação máxima de 25% da capacidade do local.

Com as decisões conflitantes, caberá ao plenário do Supremo dar a palavra final sobre a liberação, ou não, dos cultos e missas. De acordo com o blog da Andréia Sadi, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, marcou o julgamento para esta quarta-feira (7).

A suspensão da proibição foi pedida pelo PSD em uma ação em que o partido questiona o decreto do governo de São Paulo, que instituiu medidas emergenciais destinadas ao enfrentamento da pandemia, entre elas, a proibição de cultos, missas e outras atividades religiosas com presença de público no estado.

O partido afirmou que a restrição é desproporcional e atinge o direito fundamental à liberdade religiosa e de culto das religiões. A legenda disse ainda que medidas menos gravosas podem ser adotadas para garantir o direito à saúde da população sem prejuízo da realização das atividades religiosas de caráter necessariamente presencial.

Em sua decisão, Mendes afirmou que estados e municípios podem fixar medidas restritivas para o enfrentamento da pandemia, inclusive, o fechamento de templos e igrejas. Para Mendes, restringir cultos não atinge a liberdade religiosa, uma vez que não interfere nas liturgias.

“A restrição temporária de frequentar eventos religiosos públicos traduz ou promove, dissimuladamente, alguma religião? A interdição de templos e edifícios equiparados acarreta coercitiva conversão dos indivíduos para esta ou aquela visão religiosa? Certamente que não”, afirmou.

O ministro disse ainda que, além da escalada do número de mortes, São Paulo vive um verdadeiro colapso no sistema de saúde.

“Em um cenário tão devastador, é patente reconhecer que as medidas de restrição à realização de cultos coletivos, por mais duras que sejam, são não apenas adequadas, mas necessárias ao objetivo maior de realização da proteção da vida e do sistema de saúde”, afirmou.

O relator ressaltou também que a restrição imposta em São Paulo levou em consideração questões técnicas.

“No caso em tela, a própria norma impugnada esposa o entendimento de que as medidas impostas foram resultantes de análises técnicas relativas ao risco ambiental de contágio pela COVID-19 conforme o setor econômico e social, bem como a necessidade de preservar a capacidade de atendimento da rede de serviço de saúde pública”, disse.

O ministro citou que o presidente do STF, Luiz Fux, e a ministra Rosa Weber já reconheceram que as restrições de realização de cultos, missas e outras atividades religiosas coletivas podem ser determinadas por decretos municipais e estaduais e que podem se mostrar medidas adequadas e necessárias para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

O Brasil vive o momento mais crítico da pandemia. Nas últimas 24 horas foram registradas 1.233 mortes em decorrência da Covid-19 e 30.939 novos casos da doença no país. Totalizando, 331.530 óbitos e 12.983.560 casos desde o início da pandemia.

Outra ação

Gilmar mendes rejeitou nesta segunda-feira (5) um pedido do Conselho Nacional de Pastores do Brasil (CNPB) que também solicitava a suspensão do decreto do governo de São Paulo, que proíbe celebrações religiosas no estado diante do aumento expressivo dos caso e mortes pela Covid-19.

Em sua decisão, Mendes alegou que o STF já fixou o entendimento de que a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) não tem legitimidade para entrar com ações constitucionais na Corte para questionar medidas de restrição de locomoção por causa da Covid-19, por isso, o CNPB também não teria. A decisão de Nunes Marques que liberou os cultos foi dada em uma ação da Anajure.

G1

Deixe seu comentário

NOVO DECRETO ENTRA EM VIGOR A PARTIR DE HOJE SEGUNDA FEIRA DIA 5

05 Abr2021

Por Jbelmont às 12h32

A determinação faz parte do novo decreto estadual (Nº 30.458, DE 1º DE ABRIL DE 2021), que entra em vigor a partir desta segunda-feira (5) e vai até o dia 16 deste mês.

Com a retomada do toque de recolher, fica novamente estabelecido que a fiscalização do funcionamento do comércio deverá ser realizada pelos Municípios, cabendo às forças de segurança pública (como Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar) total apoio ao cumprimento do que determina o decreto estadual.

Em qualquer horário de incidência do toque de recolher, os estabelecimentos comerciais de qualquer natureza e prestadores de serviço poderão funcionar exclusivamente por sistema de entrega (delivery), drive-thru e take away.

Não se aplicam as medidas de toque de recolher às seguintes atividades:


I – serviços públicos essenciais;

II – serviços relacionados à saúde, incluídos os serviços médicos, hospitalares, atividades de podologia, entre outros;

III – farmácias, drogarias e similares, bem como lojas de artigos médicos e ortopédicos;

IV – supermercados, mercados, padarias, feiras livres e demais estabelecimentos voltados ao abastecimento alimentar, vedada a consumação no local no período do toque de recolher;

V – atividades de segurança privada;

VI – serviços funerários;

VII – petshops, hospitais e clínicas veterinária;

VIII – serviços de imprensa e veiculação de informação jornalística;

IX – atividades de representação judicial e extrajudicial, bem como assessoria e consultoria jurídicas e contábeis e demais serviços de representação de classe;

X – correios, serviços de entregas e transportadoras;

XI – oficinas, serviços de locação e lojas de autopeças referentes a veículos automotores e máquinas;

XII – oficinas, serviços de locação e lojas de suprimentos agrícolas;

XIII – oficinas e serviços de manutenção de bens pessoais e domésticos, incluindo eletrônicos;

XIV – serviços de locação de máquinas, equipamentos e bens eletrônicos e eletrodomésticos;

XV – lojas de material de construção, bem como serviços de locação de máquinas e equipamentos para construção;

XVI – postos de combustíveis e distribuição de gás;

XVII – hotéis, flats, pousadas e acomodações similares;

XVIII – atividades de agências de emprego e de trabalho temporário; XIX – lavanderias; XX – atividades financeiras e de seguros;

XXI – imobiliárias com serviços de vendas e/ou locação de imóveis; XXII – atividades de construção civil;

XXIII – serviços de telecomunicações e de internet, tecnologia da informação e de processamento de dados;

XXIV – prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doenças dos animais;

XXV – atividades industriais;

XXVI – serviços de manutenção em prédios comerciais, residenciais ou industriais, incluindo elevadores, refrigeração e demais equipamentos;

XXVII – serviços de transporte de passageiros;

XXVIII – serviços de suporte portuário, aeroportuário e rodoviário;

XXIX – cadeia de abastecimento e logística.

Deixe seu comentário

RN contabiliza 12 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 07 dentro do dia; novos casos são 104

05 Abr2021

Por Jbelmont às 12h24

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (05). Foram mais 104 casos confirmados, totalizando 199.748. Até domingo (04) eram 199.644 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 4.641 no total, sendo 07 mortes registradas nas últimas 24h: Natal (03); São Paulo do Potengi(01); Caraúbas(01); Currais Novos(01); Mossoró(01).

A Sesap ainda registrou outros 05 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais. Óbitos em investigação são 909. No domingo(04) o número total de mortes era 4.629 mortes.

Casos suspeitos somam 50.381 e descartados 417.748. Recuperados são 142.776.

Deixe seu comentário

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid-19 de 96,3%

05 Abr2021

Por Jbelmont às 12h21

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 96,3%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (05). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 658.

Até o momento desta publicação são 14 leitos críticos (UTI) disponíveis e 363 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 127 disponíveis e 295 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 94,8% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 99,1% e a Região Seridó tem 97,5%.

Deixe seu comentário

Saúde RN tem 52 pacientes com Covid-19 à espera de UTI

05 Abr2021

Por Jbelmont às 12h12

Foto: Reprodução/Regula RN

O Rio Grande do Norte registra no fim da manhã desta segunda-feira(05) 52 pacientes com Covid-19 à espera de um leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. Às 11h45, o estado tinha 14 leitos de UTI disponíveis aguardando regulação de pacientes. A maior parte dos pacientes é da região metropolitana de Natal.

Deixe seu comentário

Perfil do Blogueiro

JBelmont
José J Belmont Natural de São José de Campestre RN Radialista, ex vereador de Mossoró e ex deputado estad…
Leia +